'http://imageshack.us/photo/my-images/33/blog502logo.jpg/’ rel=’shortcut.icon’

Diga Sim à Saúde! Diga Não à Dengue! Ciep Setor 6

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Dia do Brincar: AQUI MOSQUITO NÃO SE CRIA

Nossa escola tem um compromisso muito sério com a educação e a saúde de nossos alunos. Para Nós, do Ciep 01.02.502 Avenida dos Desfiles I, Educação Infantil é muito mais que acolher as crianças: é ensino sério, com o objetivo de ser a Diferença na vida das Crianças e de seus familiares. Aqui, até Brincando, se aprende... e muito! Por isso, o “BRINCAR SEM MUROS” do ano de 2017, em nossa escola, tem como tema a Campanha Municipal “AQUI MOSQUITO NÃO SE CRIA” – Mobilização contra a tríplice epidemia de arboviroses (Dengue, Zika e Chikungunya), em atendimento ao Decreto SMS/SMEEL/SMAHDH Nº 61, de 13/01/2017.
Através de intervenções didáticas os alunos irão perceber a importância dos cuidados com a saúde, distinguir diferentes formas de prevenção das doenças transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti, reconhecer o seu papel social como cidadão responsável e participativo, valorizar as ações de cada um contribuindo para a vida saudável das pessoas na sociedade.
Justifica-se trabalhar sobre o Aedes Aegypti, tendo em vista o aumento de casos de Dengue, Zika e Chikungunya e Febre Amarela na cidade do Rio de Janeiro, apesar de campanhas periódicas de conscientização realizadas no município e pelo trabalho dos agentes de saúde.
É importante conhecermos como se contrai a doença, como esta pode ser evitada, e como combatê-la, despertando a comunidade escolar para os cuidados preventivos contra a doença e formas de evitarmos a proliferação dos mosquitos.
A saúde é um direito do cidadão. A escola deve fornecer informações para que o aluno possa perceber os sintomas das principais doenças e tomar providencias em relação a sua saúde. De acordo com os Orientações Curriculares Nacionais para a Educação Infantil: “ Artigo 9º, em seu inciso VI, que diz que as práticas pedagógicas que compõem a proposta curricular da Educação Infantil devem ter como eixos norteadores as interações e a brincadeira, garantindo experiências que possibilitem situações de aprendizagem mediadas para a elaboração da autonomia das crianças nas ações de cuidado pessoal, auto-organização, saúde e bem-estar” (Fonte: https://goo.gl/imhGfE).
Assim, aproveitaremos o tema “AQUI MOSQUITO NÃO SE CRIA”  em nossas aulas, de forma interdisciplinar, para integrarmos os temas: Saúde, Meio Ambiente, O Lixo e a Reciclagem, a partir das informações sobre as doenças transmitidas pelo Aedes Aegypti: Dengue, Chikungunya, Zika e Febre Amarela.

O grande desafio para a escola atual é propiciar ao aluno um ambiente favorável para que ele, utilizando todos os recursos tecnológicos, possa interagir com colegas e professores, se comunicar, se informar, se expressar, desenvolvendo suas habilidades de forma reflexiva e crítica.
Esperamos que através deste projeto, com a utilização dos recursos tecnológicos, nossos alunos possam atingir os objetivos propostos:
• Vivenciar ações significativas de forma a distinguir diferentes formas de prevenção da dengue;
•   Perceber a importância dos cuidados com a saúde;
• Reconhecer o papel social de cada aluno como cidadão responsável e participativo;
•   Valorizar as ações de cada um como contribuição para a vida da sociedade.
         Na semana de 20 a 23 de fevereiro, as crianças participaram de atividades que envolveram: Doenças transmitidas pelo Aedes Aegypti; vídeos com músicas, desenhos e pequenas historinhas sobre como as doenças são transmitidas; como evitar as doenças e principalmente, como combater o mosquito.

         Vamos falar um pouco sobre as doenças transmitidas pelo mosquito?
Um breve resumo...
Dengue: é, sem dúvidas, a doença transmitida pelo Aedes aegypti mais conhecida pela população. Por essa razão, o A. aegypti ficou conhecido no Brasil como mosquito-da-dengue. É uma doença febril causada por um vírus que apresenta quatro sorotipos. De uma maneira geral, ela causa febre alta, que se inicia de maneira abrupta, dores de cabeça, dores no corpo e articulações, dores nos olhos, fraqueza, manchas na pele e coceira. Em algumas pessoas, podem ocorrer vômitos, dores abdominais, hemorragias e até mesmo a morte. Não apresenta tratamento específico, sendo recomendado apenas uso de produtos que aliviem os sintomas. A principal recomendação é repousar e tomar muito líquido.
Chikungunya: é uma doença viral também transmitida pelo mosquito Aedes aegypti que chegou ao Brasil em 2014. O nome dessa enfermidade significa “aqueles que se dobram” e faz referência aos primeiros pacientes diagnosticados com o problema, na Tanzânia, que se curvavam em virtude das dores provocadas pelo vírus. Seus sintomas lembram muito os da dengue, como febre alta, dor de cabeça, manchas na pele e dores no corpo. Entretanto, a diferença principal está no fato de que a chikungunya provoca dores muito intensas nas articulações. É uma doença sem tratamento específico e, assim como a dengue, são tratados apenas a febre e as dores no corpo. A recomendação de beber muita água e manter-se em repouso também é indicada para essa doença.

Zika: doença viral e chegou ao Brasil em 2015. Seu nome foi dado em referência ao local em que o vírus foi identificado pela primeira vez: Floresta Zika, na Uganda. Em relação aos sintomas, apresenta-se muito mais branda do que a dengue e a chikungunya, uma vez que 80% dos pacientes não apresentam nenhuma manifestação clínica. Quando os sintomas aparecem, eles são febre baixa, dores leves nas articulações, manchas e coceira. Pode aparecer ainda vermelhidão nos olhos, inchaço pelo corpo, tosse e vômitos. Complicações graves são raras, entretanto, podem ocorrer. Porém, essa doença destaca-se pela sua associação com casos de microcefalia, uma malformação que faz com que o cérebro dos bebês não se desenvolva de maneira adequada. Além disso, a doença também está relacionada com a Síndrome de Guillain-Barré, que causa fraqueza muscular e paralisia dos músculos. É uma doença sem tratamento específico, sendo recomendado apenas o controle das dores e da coceira pelo corpo. Recomenda-se repouso e ingestão de líquidos.
Febre amarela: é uma doença grave causada por um vírus e transmitida por mosquitos. Em áreas florestais, o principal transmissor é o mosquito do gênero Haemagogus; na área urbana, o principal vetor é o Aedes aegypti. Vale destacar que a febre amarela urbana foi erradicada em 1942, entretanto, a forma silvestre ainda ocorre em nosso país. Diante dessa erradicação, a doença é pouco lembrada quando falamos das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti. A febre amarela provoca no paciente febre alta, cansaço, dores pelo corpo e de cabeça, náusea, vômitos e calafrios. Em casos mais graves da doença, o paciente pode desenvolver problemas no fígado e no rim, hemorragias e icterícia (pele e olhos amarelados). A forma grave pode causar a morte. É uma doença que não possui tratamento. A recomendação é de repouso e ingestão de líquidos. Em casos graves, pode ser necessária a internação em UTI e reposição da perda sanguínea causada pela hemorragia. Locais onde você pesquisar mais sobre o assunto:
MultiRio- A Mídia Educativa da Cidade - Link: http://zip.net/bstFG6

Doenças transmitidas pelo Aedes aegypti-Escola Kids- Link: https://goo.gl/z8h8H4     
Guia Infantil.com- Link: https://goo.gl/CGssed
Doenças transmitidas pelos Aedes Aegypti/ Aedes albopictus- Link: https://goo.gl/s9aJiN
        
 A Trabalhinhos feitos com os alunos: Clique para copiar!
Clique e copie!


Clique e copie!

Clique e copie!

A seguir seguem fotos, vídeos e atividades feitas com os alunos. Foi muito divertido e esclarecedor.






















        “AQUI MOSQUITO NÃO SE CRIA”

 “Vamos continuar BRINCANDO de acabar com o Aedes Aegypti durante o Carnaval! 
Clique na Imagem para Jogar, pois "AQUI MOSQUITO NÃO SE CRIA”

Clique e Jogue!
 “Até o próximo Joguinho!”

         

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares

Educação Infantil

Educação Infantil
Ciep 01.02.502 Avenida dos Desfiles
http://www.goear.com/listen/5f41dd5/aquarela-toquinho

Dengue

Dengue

Cada um fazendo a sua parte, a dengue pode ser evitada. É simples!

Siga-nos no Twitter

Siga-nos no Twitter
Clique com o botão direito do mouse no passarinho para abrir em nova janela e/ou nova guia, assim você não sai do Bloguinho!

Entre em contato conosco!

Entre em contato conosco!
E-mail-me: jornalzinhociep502@gmail.com
  • Aguardamos o seu contato
  • Loading...

    Pesquisar este blog